Circo

Discussão geral sobre actualidades relacionadas com a monarquia.

Moderador: Beladona

Responder
Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

Esta geringonça traiu o conceito democrático se desviou dos pontos estratégicos nacionais se esconde por detrás de legislação feita à medida para melhor usufruir de um povo ainda inculto que mais prefere o resultado de um qualquer jogo de futebol onde mostra ser um juiz de poltrona e mostra o seu moral hipócrita para todos aqueles que abanão o copo cheio de sonhos mas vazio de portugal, continue a votar neles... :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

Não percebo o que Portugal tem a ver com a Amazónia quando não sabe cuidar da sua própria floresta, não percebo o alarmismo mundial quando não sabe tratar do seu próprio jardim, hipocrisia que dura à mais de 30 anos e só agora olham, hipócritas plantem árvores não armas ou fogos.... :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

...para mim em Portugal somente haverá justiça quando o assassinado regressar ao fim de 12 ou 25 anos vivo... :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

Sobre Jo Bernardo, somos mesmo um país de parolos pois o estado só agiu quando o homem disse que fazia o que fazia porque o deixavam fazer ou seja chamou parolos ao estado e respectivo povo pois são o estado e o cúmulo é que o estado só agiu por se sentir ultrajado pois o homem deu com a língua nos dentes e não pelos crimes que o mesmo ia cometendo com o beneplácito de um estado... :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

"¦ é triste quando por um sonho milhões estejam agora no fundo do oceano e outros milhões estejam enterrados em terras distantes, 50% de um povo se foi em 500 anos a mando de um deus para tudo perder em 50 anos, para que foi esse esforço que deveria ter sido de um deus e não dos homens e mulheres que o construíram por cima do cadaver do familiar anterior, esse deus não existe pois só pode ser mais um homem igual a tantos outros que pereceram, maldita sejas tu religião que aniquilas cultura e transformas tudo em podridão ... :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

"¦ prefiro 48 anos de guerra e destruição morrendo nela, a dar a este estado de chulos e corruptos 48 anos de descontos de uma vida de esforço para depois morrer de doença ou subitamente após os 67,3, pois aos que ainda faltam mais de 10 anos para a reforma quando chegarem a ela e se conseguirem lá chegar vivos deveram estar pelos 90 anos e mais de 65 anos de descontos "¦ ::02::
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

Falando do corona virus, se por Itália já ultrapassam os 1000, em França ultrapassam os 300, em Espanha ultrapassam os 200 mas em Portugal são menos de 10, não faltará um zero aos 10 ou seja 100 pois até já penso no tal pico de mais de 13000 chamadas para a tal linha onde o tal manda chuva da mesma foi removido, se pelo menos 1000 não seriam os princípios do tal virus ainda em versão primeiro pois já vamos no segundo"¦. :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

O Governo fez o que devia ter feito à 15 dias mas deixou de fora um aglomerado de pessoas frequente como o que se regista nos aeroportos nacionais onde ainda não existe qualquer prevenção continuando portanto uma porta aberta ao virus, obrigado pela tardia e incompleta decisão de contenção :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

Portugal não sejas cego, sê realista e pensa um pouco pois um governo que depois do que acontece na china, Itália não acreditou na rapidez do virus é incompetente e quando devia ter iniciado o controlo efetivo de fronteiras nada fez se limitando a contar entradas e a fechar porque situações pontuais iam sucedendo mas mesmo assim continua a passar ao de leve algo que devia ter passado em força e com esta pobreza de atividade se perdeu 16 dias onde se poderia ter iniciado o controlo e a mitigação efetiva de modo a não escalar a subida de novas vitimas pois o virus viaja sempre de avião para depois usar o resto dos transportes e entrar em nossa casa, agora já entrou e nos resta cerca de 20 dias para sabermos se somos portadores ou não visto os sintomas poderem nem se notar mas no segundo dia em que apareceu um caso ainda não o sabíamos mas sabíamos da rapidez do mesmo e NADA se iniciou e o que se iniciou foi a muito custo o que agora vai doer, estou no mesmo barco pois trabalho no maior aeroporto nacional e NADA esta a ser feito desde a area de passageiros até à de aeronaves portanto pelo aeroporto tanto já entraram e continuam a entrar virus como a sair, a Madeira já fez pois esperou que o governo central o tivesse feito, portanto a inatividade foi intencional sendo assim, CRIME :mrgreen:
C. Longair

Avatar do Utilizador
longair
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 2205
Registado: 23 de abril de 2007 às 19h51
Localização: Odivelas/VFX
Contacto:

Mensagem por longair »

(SARS-CoV-2). A doença foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na província de Hubei, República Popular da China, em 1 de dezembro de 2019, mas o primeiro caso foi em 31 de janeiro de 2020, foi confirmado que a pandemia de COVID-19 tinha-se espalhado para a Itália, quando dois turistas chineses deram positivo para SARS-CoV-2 em Roma. Um conjunto de casos de COVID-19 foi detetado posteriormente, começando com 16 casos confirmados na Lombardia em 21 de fevereiro, outros 60 casos em 22 de fevereiro, e as primeiras mortes da Itália relatadas no mesmo dia reportado em 31 de janeiro de 2020, a Espanha confirmou seu primeiro caso de COVID-19 nas Ilhas Canárias em La Gomera. Um turista da Alemanha foi diagnosticado e internado no Hospital Universitário, em 9 de fevereiro, o segundo caso envolveu um turista britânico masculino em Palma de Maiorca, Ilhas Baleares, que contraiu a doença depois de entrar em contato com alguém na França que posteriormente testou positivo. Em 13 de fevereiro ocorreu a primeira morte na Espanha. Um homem de 69 anos que estava no Nepal. Ele morreu em Valência e foi diagnosticado post-mortem.
Em Portugal foi diagnosticado a 1 de Março, um homem esteve de férias em Milão , no norte de Itália "“ onde terá sido infetado "“ e regressou a Portugal no dia 29 de Fevereiro, um sábado. Nesse mesmo dia começou a ter febre, dor de garganta e tosse, mas só no domingo dia 30 de Fevereiro, contactou a Linha de Saúde 24, fez o teste para despistar a infeção por coronavírus, que deu positivo, e a contra-análise realizada no Instituto Ricardo Jorge confirmou o diagnóstico. Ficou internado no Hospital de Santo António, no Porto. O caso só foi conhecido um dia depois, a 2 de Março. Portugal fecha fronteiras a partir das 00:00 de domingo dia 22 de março, já com 12 mortos e o número total de casos confirmados em Portugal evoluiu para 1.280. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direcção -Geral da Saúde (DGS), o número de mortes associadas também aumentou, havendo na altura 12 vítimas "” quatro na região Norte, quatro na região Centro, três em Lisboa e Vale do Tejo e uma no Algarve, aguardam resultado laboratorial na altura 1.059 pessoas. Há cinco casos recuperados.
Deduzindo o espanto sobre a rápida propagação do vírus em que Portugal já estava informado e desvalorizou desde 21 de fevereiro sobre os casos em Itália, havendo comunicações estabelecidas com Itália e após conhecer o caso zero a 2 de março, porque não iniciou o controlo fronteiriço aéreo, terrestre e marítimo, tendo somente levado a uma quase séria situação pois decreta o "fecho" de fronteiras às 00:00 de 22 de março pois os devidos controlos e imperativos controlos nem a 50% estão a funcionar, portanto questiono onde estava a prevenção ou onde estávamos preparados e quais os planos para depois de casa arrombada trancas de madeira à porta tendo em vista a situação atual nacional a ação de segurança em Portugal está a ser mais lenta que a preguiça infelizmente anda mais sabendo que os casos recuperados podem voltar a ficar infetados, sim não conseguiríamos para o vírus ou impedir as mortes mas teríamos reduzido o leque de evolução viral quem sabe em 25% ou 35% dependendo se o mesmo controlo fronteiriço fosse também iniciado internamente a nível distrital, grandes localidades e zonas de concentração populacional iniciando nos hospitais, clinicas e farmácias, dizem que é impossível, quando se trata de vida nada é impossível"¦
C. Longair

Responder