Eng. Nuno da Câmara Pereira, apresentou hoje a demissão

Este espaço destina-se a  apresentação e debate sobre os movimentos político-monárquicos.

Moderador: Beladona

Paulino B. Fernandes
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 373
Registado: 26 de março de 2008 às 12h55
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagem por Paulino B. Fernandes »

Caro Paulo
Penso que não e defendo que não .
Temos um 1º Vice-Presidente legitimado em Congresso Nacional, Presidente do PPM Açôres e único Deputado eleito pelo Partido.
Por outro lado é um Homem abrangente, respeitado, capaz de fazer regressar muitos militantes.
Parece-me suficiente para a a cooptação .
Seja como fôr, esta é apenas a minha opinião que defenderei com denodo, como calcula.
Saudações,
PF
Saúdo todos os Monárquicos independentemente das suas posições relativamente aos problemas da Causa.

Avatar do Utilizador
iznoguud
Regente
Regente
Mensagens: 2768
Registado: 23 de abril de 2007 às 09h40

Mensagem por iznoguud »

Paulino B. Fernandes Escreveu:Caro Paulo
Penso que não e defendo que não .
Temos um 1º Vice-Presidente legitimado em Congresso Nacional, Presidente do PPM Açôres e único Deputado eleito pelo Partido.
Por outro lado é um Homem abrangente, respeitado, capaz de fazer regressar muitos militantes.
Parece-me suficiente para a a cooptação .
Seja como fôr, esta é apenas a minha opinião que defenderei com denodo, como calcula.
Saudações,
PF
O que dizem os estatutos do PPM relativamente a esta situação /possibilidade?

Avatar do Utilizador
iznoguud
Regente
Regente
Mensagens: 2768
Registado: 23 de abril de 2007 às 09h40

Mensagem por iznoguud »

Nota que apresentei no Facebook relativa a esta temática:

***
A recente demissão do Eng. Nuno da Câmara Pereira veio trazer a muito aguardada renovação ao PPM.
Renovação a qual se imperava dado o descontentamento entre os membros quer do PPM como igualmente da maioria dos Monárquicos os quais correspondem à base eleitoral do mesmo Partido.

Um congresso já se encontra marcado, esperemos que neste novas opções e projectos credíveis possam ser apresentados aos Portugueses e aos Monárquicos por forma a que o PPM volte a ser a força que foi em outros tempos e que consiga, por dentro, aumentar as hipóteses e possibilidades de um ressurgimento da Monarquia legalmente.
IzNoGuud
***

Paulino B. Fernandes
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 373
Registado: 26 de março de 2008 às 12h55
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagem por Paulino B. Fernandes »

Caro IzNo
Não está qualquer Congresso marcado, nem faz sentido.
No entanto, o Conselho Nacional de sábado determinará o caminho a seguir.
O PPM está dotado de Direcção legítima.
O Congresso próximo, em minha opinião , deverá ser o Ordinário já previsto, como é evidente.
No entanto, como tenho afirmado, o CN é soberano e sábado decidimos.
Na verdade, e isso é o importante, está aberto o caminho para o regresso dos Monárquicos ao Seu Partido (transitório, até à implantação da Monarquia que desejamos) e, nesta fase, " o braço" de combate público.
Venham todos, é o apelo,
PF
Saúdo todos os Monárquicos independentemente das suas posições relativamente aos problemas da Causa.

Avatar do Utilizador
iznoguud
Regente
Regente
Mensagens: 2768
Registado: 23 de abril de 2007 às 09h40

Mensagem por iznoguud »

Paulino B. Fernandes Escreveu:Caro IzNo
Não está qualquer Congresso marcado, nem faz sentido.
No entanto, o Conselho Nacional de sábado determinará o caminho a seguir.
O PPM está dotado de Direcção legítima.
O Congresso próximo, em minha opinião , deverá ser o Ordinário já previsto, como é evidente.
No entanto, como tenho afirmado, o CN é soberano e sábado decidimos.
Na verdade, e isso é o importante, está aberto o caminho para o regresso dos Monárquicos ao Seu Partido (transitório, até à implantação da Monarquia que desejamos) e, nesta fase, " o braço" de combate público.
Venham todos, é o apelo,
PF
Erro meu, pois confundi Conselho Nacional com Congresso Nacional.

O que insisto em perguntar é o que prevêem os estatutos do PPM face aquilo que acabou de se passar (demissão do seu Presidente)?

IzNoGuud

Paulino B. Fernandes
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 373
Registado: 26 de março de 2008 às 12h55
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagem por Paulino B. Fernandes »

Caro IzNo
Nos impedimentos será substituido pelo 1º Vice Presidente.
Por outro lado, este 1º Vice-Presidente é o Presidente do PPM Açôres e único Deputado eleito pelos Monárquicos.
O Congresso será feito de forma Ordinária, talvez a meio do próximo ano (sugestão minha).
PF
Saúdo todos os Monárquicos independentemente das suas posições relativamente aos problemas da Causa.

Avatar do Utilizador
iznoguud
Regente
Regente
Mensagens: 2768
Registado: 23 de abril de 2007 às 09h40

Mensagem por iznoguud »

::0004::

Avatar do Utilizador
Beladona
Regente
Regente
Mensagens: 2985
Registado: 23 de abril de 2007 às 17h13
Localização: Algarve

Mensagem por Beladona »

Caros amigos,

Muito pessoalmente e não me levem a mal, acho que essa situação a ser resolvida como o caro Paulino diz, não me parece muito democrática e talvez venha fragilizar a posição do Dr. Paulo Estêvão e as opções por ele tomadas mais tarde, caso não agradem a alguns.

Acho que deveria de haver eleições, seria mais democrático e é bem de ver que ninguém questionará a figura política do Dr. Paulo Estêvão sobejamente conhecida e muito bem aceite suponho que por uma grande maioria de monárquicos, assim sendo, ele teria toda a legitimidade possível e sem margem para dúvidas para agir em quaisquer situações.

Beladona

Paulino B. Fernandes
Monárquico
Monárquico
Mensagens: 373
Registado: 26 de março de 2008 às 12h55
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagem por Paulino B. Fernandes »

Viva Beladona e IzNo
Tem razão absoluta e eu já disse de alguma forma isso.
Esclareço agora:
a) O 1º Vice-Presidente substitui o Presidente em caso de necessidade, impedimentos, etc, etc;
b) Estava assim legitimada a posição do futuro Presidente;
c) Decidiu-se no entanto para remediar o que Beladona refere, com a necessidade de um Conselho Nacional Extraordinário para ratificar a posição do Paulo Estevão ;
d) Evidentemente, avançaremos com a data de um Congresso extraordinário ( data a propor no sábado), logo que possível para dotar o PPM de estrutura totalmente legalizada.

Creio, Beladona ter agora precisado os termos em que nos movemos, de absoluta legalidade e transparência.

Avanço ainda que a partir deste momento o PPM defende um Regime Monárquico, apoiará um Referendo sobre o Regime logo que sejam criadas condições para tal ( já apoiava) e, o PPM não se pronunciará enquanto Partido sobre Linhas Dinásticas ( aqui uma exigência lúcida e em homenagem à necessidade de unir os Monárquicos, antes não muito praticada).

Pessoalmente e com os meus Amigos e Companheiros, o que vamos fazer é criar condições de abertura para o regresso de Militantes afastados pelo sectarismo que vigorava até aos últimos dias e captação de muitos outros, dinamizando os núcleos por região (aqui Vos deixo um Convite explícito).
Um abraço,
Paulino Fernandes
Saúdo todos os Monárquicos independentemente das suas posições relativamente aos problemas da Causa.

Avatar do Utilizador
iznoguud
Regente
Regente
Mensagens: 2768
Registado: 23 de abril de 2007 às 09h40

Mensagem por iznoguud »

Paulino B. Fernandes Escreveu:Viva Beladona e IzNo
Tem razão absoluta e eu já disse de alguma forma isso.
Esclareço agora:
a) O 1º Vice-Presidente substitui o Presidente em caso de necessidade, impedimentos, etc, etc;
b) Estava assim legitimada a posição do futuro Presidente;
c) Decidiu-se no entanto para remediar o que Beladona refere, com a necessidade de um Conselho Nacional Extraordinário para ratificar a posição do Paulo Estevão ;
d) Evidentemente, avançaremos com a data de um Congresso extraordinário ( data a propor no sábado), logo que possível para dotar o PPM de estrutura totalmente legalizada.

Creio, Beladona ter agora precisado os termos em que nos movemos, de absoluta legalidade e transparência.

Avanço ainda que a partir deste momento o PPM defende um Regime Monárquico, apoiará um Referendo sobre o Regime logo que sejam criadas condições para tal ( já apoiava) e, o PPM não se pronunciará enquanto Partido sobre Linhas Dinásticas ( aqui uma exigência lúcida e em homenagem à necessidade de unir os Monárquicos, antes não muito praticada).

Pessoalmente e com os meus Amigos e Companheiros, o que vamos fazer é criar condições de abertura para o regresso de Militantes afastados pelo sectarismo que vigorava até aos últimos dias e captação de muitos outros, dinamizando os núcleos por região (aqui Vos deixo um Convite explícito).
Um abraço,
Paulino Fernandes
::clap:: ::clap:: ::clap:: ::clap:: ::clap::

Agora que estamos esclarecidos quanto à seriedade e legitimidade, não que tivessemos dúvidas quanto ao mesmo é claro, de todo o processo.

Apenas me resta aplaudir esta posição e a de reiterar o nosso, neste caso em particular o meu, apoio para o Projecto do PPM o qual serve de alternativa a outras iniciativas que por aí andam. Isto sempre de acordo com o princípio que nos une, o da procura de uma Monarquia para Portugal!

Podem contar comigo.

IzNoGuud

Responder